sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Houve um tempo em que cada dia parecia uma eternidade. Houve um tempo em que a verdadeira história se escondia. Todos sabiam, todos percebiam, mas ninguém tinha autoridade para desfazer os desencontros. Diferente do que era registrado, os dias não deixavam de contar e realizar seus instantes. Diferente do que era escrito, os sentimentos moviam a necessidade de esclarecer a história e deixar a mostra os reais fatos. Com toda a dignidade que a vida pede, novas pessoas fizeram da história uma nova era. Despertando tudo que precisava existir para que as coisas enfim pudessem ser vistas como de fato eram. Tornando o mundo um lugar diferente por ser real e feito pra quem está disposto a mantê-lo em sintonia com o que a vida tem de melhor.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Muito o que dizer.
Muito o que sentir.
Muito o que fazer.
Muito.
Muitas vezes preenchido de pouco.
Muitas vezes só um instante.
Um olhar.
Um sorriso.
Uma imensidão de sentimentos.
O muito pensado, gerido e transformado em nada.
O muito que se perde na grandeza do infinito de razões pra se ser muito.
O muito prazer.
O muito só.
O sinto muito.
Muito daquilo que o mundo precisa.
Muito daquilo que o corpo pede.
Muito de tudo que se entende.
Muito de cada um.

Encontrar uma história.
Inventar mistérios.
Ter a paz pra acalmar corações.
Transformar em versos o que a alma fala.
Despertar emoções em quem precisa.
Ter a certeza que a vida é bem melhor com poesia.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

A vida tem apontado para uma mudança, a necessidade de sair, de ir embora, de fugir deste lugar. Como se vivesse em um estado temporário de permanência. Como se em breve fosse possível voar. A sensação de ter outros planos e não querer se acomodar com o que vem sendo feito, com o aqui e o agora. Torço que seja um sentimento real e plausível.

Sobre ela.

Ela ainda se sentia fraca. Indisposta por sentir. Ela ainda tentava reforçar seu coração e blindar qualquer sensação de tristeza. Mas ela não conseguia. Ela queria apenas ser mais leve e livre para ter em si sentimentos que pudessem ser compartilhados. Ela ainda tinha o mesmo tom de outrora. Investir em novos bons momentos ou se manter em sonho de paz e ilusão? Ela não sabia. Os dias mostravam que não haveriam muitas mudanças e a única chance que ela tinha era a espera, por mais contraditório que fosse. Ela sentia que algo aconteceria, em breve. O seu coração se contorcia, mas nada poderia ser feito. Ela só precisava esperar e superar.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Hoje a tristeza bateu forte nesse peito já dolorido. A vontade de não mais sofrer não supera a dor causada pela indiferença. Aperto o coração em abraço de súplica, pedindo que pare. Pare de doer e se machucar. Hoje não tá dando pra sorrir, só pra sentir a lágrima correndo calada pelo rosto enquanto me questiono sobre quanto tempo mais terei que suportar tão indigesto sentimento. 

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Prometi que não traria o mesmo tom de dor de outrora pra dentro de mim. Contudo, apenas sinto. É impossível ignorar o que os sentimentos te dizem. Não dá pra calar quando o coração fala e implora pra não deixar morrer aquilo que o sustenta. Meu vazio preenchido, tão real, tão demasiadamente insistente. Talvez seja bom deixar extrapolar o que me enche, por pra fora na tentativa de não mais guardar aqui. E que seja, da forma que for pra ser.
Mais que tudo que eu já senti, meu coração te guarda. Preso num pequeno espaço pra não mais sair. É tempo de apagar. Cada dia, cada sorriso, cada instante de pensamento. É tempo de não mais pensar, no que seria, no que poderia existir. É tempo de esquecer e não mais deixar florescer.

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Siga esse som


O primeiro Siga esse som de 2017 começa com uma música que traz em sua letra uma mensagem de amor, luz, esperança e gratidão. Escrita e cantada pelo querido Paulo Novaes. Aproveito pra deixar aqui mais uma vez a minha admiração e o meu carinho pelo trabalho do Paulo, grande músico da minha geração que tem um futuro lindo no mundo da música. 

Esfera
Paulo Novaes

Pare pra escutar, tente ouvir o amor e a solidão.
Seja muito sim, e um pouco não, não é pecado
Finja não ouvir, e seu lado negro pode ir
Toda hora é hora de assumir a quem se ama

Tente permitir, que cada novo ato de amor
Floresça e espalhe gratidão, por nossa esfera
Tente se ouvir, sentir a própria pele arrepiar
Chorar se for preciso, aliviar


Finja não ouvir, e seu lado negro pode ir
Toda hora é hora de assumir a quem se ama

Tente permitir, que cada novo ato de amor
Floresça e espalhe gratidão, por nossa esfera
Tente se ouvir, sentir a própria pele arrepiar
Chorar se for preciso, aliviar

Pra que mentir a suas verdades se estão escritas no coração?
Pra se ouvir tem que haver coragem, de aprender com o próprio não
Pra que mentir a suas verdades se estão escritas no coração?
Pra se ouvir tem que haver coragem, de aprender com o próprio não


Ps.: que 2017 seja mais um ano pra vê-lo tocar ao vivo. 

domingo, 1 de janeiro de 2017

Feliz Ano Novo.

Vem chegando um novo ano e aquele sentimento de renovação vai se tornando mais forte. Quem sabe seja realmente tempo de esperança, quem sabe seja mesmo o momento pra acreditar que as coisas podem ser melhores. E mais do que  isso, talvez seja a hora de fazer com que as coisas sejam melhores. Lutar, trabalhar e conquistar com respeito, competência e seriedade os dias melhores. Acho que é isso que espero e planejo pra 2017. Ser mais, fazer melhor, ser mais amor pra enfim emanar como um ser máximo de luz. Feliz 2017!