domingo, 29 de maio de 2016

Por mais dias em que a nossa única obrigação seja esperar o tempo passar. 

sábado, 28 de maio de 2016

Por quanto tempo ainda vou ter esse medo? Por que torna-se tão difícil pra mim? De onde saí tanta incerteza? Não sou assim! Meu normal é a decisão, é a certeza do que quero e de qual passo irei dar. Então, por que me afetas tanto? Por que me faz pensar tanto? Por que não me deixa agir com uma clara decisão? Por que não consigo? Por que me questiono tanto? Serás tão importante assim ou só uma ilusão? Serias tanto uma ilusão que a racionalidade está o encarando e bloqueando, não me permitindo seguir em frente em algo que possa ser puro arrependimento? Por que tão doído? Por que não é tão simples? Não sei, não entendo e enquanto isso, apenas sigo em plena ebulição de ideias e vontades, sem nunca descobrir ao certo o que fazer e quando fazer. 

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Sobre sonhos!

Eu acredito nos sonhos. Posso ser ingênua demais por isso, mas continuo acreditando nos sonhos e nas sensações, psicológicas e físicas, que eles nos deixam. Os sentimentos mais intensos durante o sonho parecem se transportar pra vida acordado, por vezes isso me assusta, por vezes me despertam para coisas jamais sentidas. Sorrisos, abraços, medo, aflições, um toque de momentos jamais vividos, mas muito especiais. Nos sonhos vivemos instantes de um universo paralelo ainda inexplicável. Uma fonte surreal de vida que intensifica o que é real e soma-se a sede de viver cada dia mais. Sendo um interior não desbravado, quase inatingível, mas que por um curto instante se atinge dentro do irreal, dentro da fantasia que nos envolve inconscientemente todos os dias e faz girar a engrenagem que faz da vida um eterno luz e mistério. 

sábado, 21 de maio de 2016

...

Serás meu rascunho eterno.
Descrito em palavras não ditas, mas traduzidas.
Traduzidas entre sorrisos e olhares não vistos.
Não recebidos.
Não passarás de um rascunho. 
No leito que se expande pra dentro.
Num coração que se fecha.
Numa alma que se abre.
Terás meu rascunho.
No eterno.
Serás meu melhor rascunho.

domingo, 15 de maio de 2016

Tem horas que vale a pena parar pra pensar o quão errada sobre alguém a gente pode ser. Procurar nas entrelinhas qualquer pedacinho de característica que te faça acreditar, de fato, no que a pessoa é. Confesso que me incomoda conhecer alguém pela ideia dos outros ou apenas pela metade e me parece um tanto suspeito quem seja um todo perfeito, no mesmo passo que me dói acreditar num alguém criado por uma imaginação fertilmente apaixonada. Em contrapartida, desfazer ideias consolidadas sobre alguém é igualmente doloroso, ainda mais quando a pessoa soa ao contrário. Por fim, é difícil acreditar no real daquilo que não se vivência. O fantasiar em cima disso sempre vai ser mais interessante, porém nunca real.   

sábado, 7 de maio de 2016

Siga esse som

Siga esse som desse mês vem com uma parceria linda, Tó e Viáfora, "Meu coração e o seu" está no mais novo cd do Tó Brandileone o "Eu sou outro", que me parece bem significativo e docemente maravilhoso. 


Meu coração e o seu.
(Tó Brandileone/ Pedro Viáfora)

O destino ilumina o chão.
Sigo a direção.
Trago a força e os olhos do meu pai.

Sou menino aqui no coração .
Signo de leão.
As estrelas são meus ancestrais.

Procurar, se perder.
Cada encontro terá um porquê.
Um olhar diferente e a gente entendeu.
Meu coração e o seu.

O acaso sempre me escolheu.
Minha fé e eu.
Num relance o lance se constrói.

Quando a gente se encontrar depois.
Vamos ser os dois.
Os romances vão falar de nós.

Confiar, compreender.
Encontrar um lugar .
Pra ficar com você.
Tá escrito nos ditos de Deus.
Meu coração e o seu.