domingo, 30 de agosto de 2015

Siga esse som...

O "Siga esse som" de agosto foi invadido por um dilúvio anunciado pelo talentoso Dani Black. "Dilúvio" que me deixou "fora de mim" e que por isso veio preencher agosto de muito amor. Que disco genial! Cheio de encanto e composições que são impossíveis de não ouvir milhões de vezes, além da participação mais que linda e incrível que é a do Milton Nascimento. Sendo assim, segue uma das minhas 11 favoritas. 

"Fora de mim"
Dani Black

Eu gosto mesmo é de viver as coisas
No maior grau de intensidade em que elas vêm
Muitos dizem que eu só me desgasto
Moldando as cores e as formas que elas têm
Mas gosto mesmo é disto aposto no oficio de sonhar
Eu vou devaneando e antes que perceba estou no ar
Assim
Assim fora de mim fora do eixo
Será que você pensa em mim?
Eu aqui a noite toda esperando
Assim
Assim fora de mim fora do eixo
Será que você pensa em mim?
Eu não sei
Então fico me perguntando
Como é possível eu sentir-me tão seu
Sem que você tenha me pertencido
Como é possível eu sonhar nosso amor
Sem que você o tenha consentido


Para baixar o "Dilúvio" segue:

Meu bé!

Ganhei um bode. Um bode um tanto hipotético, mas muito real. Um bode faceiro, cheio de meiguice, extremamente lindo e talentoso. Com um leve humor típico de um bode e um jeito até teatral de "bodear". Meu bode é "zueiro" e genial, carinhoso e animal. Sendo meu, está sob meu domínio e amor. Meu bodin, meu bé. Eterno no meu coração e na minha imaginação que o vê como ele é. Melhor Bode!