terça-feira, 28 de julho de 2015

Siga esse som...

Siga esse som de julho vem com uma composição do Paulo Novaes, mas que é interpretada lindamente pela Duda Brack em seu álbum "É" que está fresquinho.  


Te ver chegar
(Paulo Novaes)

Se você não me quiser me diga logo
Diga tudo que quiser, mas diga agora
Eu não gosto de esperar prefiro aceitar o não
Lembra tudo que eu te disse
Que eu te quero a toda hora

Tudo que em tão pouco tempo a gente construiu
As nuances nos encontros
Desse amor escancarado
Isso tudo é muito pouco pra quem tanto amou

Eu e você
Tanto a se resolver
Tanto eu tenho pra lhe falar
Tanto esperei
Tanto me lamentei
Tanto espero te ver chegar




Obs1.: Incrível como uma composição pode refletir tanto o seu autor, essa música é a cara do Paulo. haha
Obs2.: A Duda bem que podia vir fazer um show aqui, né?!

segunda-feira, 13 de julho de 2015

A flor morreu, se foi, não mais floresceu. 
Como se ainda fosse importante se decompôs.
Para ser útil, enfim.
Já que se frustara com a beleza que não tinha e o aroma que não exalava.
Não tinha importância, não era vista.
Uma flor viva, mas morta. E morreu, para assim viver. 
No eterno.
No pra sempre.
E no seu lugar ficou o vazio
Que antes era apenas um vazio preenchido
Mas que hoje é um vazio vazio. 

sexta-feira, 3 de julho de 2015

...

Ser torto.
Sem amor para compor, só com a dor.
A fina dor de quem se perdeu por aí e não sabe voltar.
De quem não tem pra onde voltar.
E assim, segue.
Sem saber como.
Segue.
Apenas doendo.