domingo, 14 de dezembro de 2014

Siga esse som

O "Siga esse som" deste mês vem pra encerrar o maravilhoso ano musical com uma cantora de voz particularmente especial para mim, pois ela muito me representa. Com vocês, Bárbara Rodrix, que tive o prazer de passar o ano ouvindo e descobrir recentemente a preciosidade que é o seu álbum "Ninguém me conhece" (2007). O disco é todo lindo, sutil e fofo. Vale ressaltar que a Barbara possui várias e lindas parcerias, como por exemplo com a Luiza Possi em "Venha" e "Minha Companhia". Segue, então, a canção que intitula o álbum. E, claro, os desejos de que em 2015 o "Siga esse som" volte ainda mais iluminado e musicalmente maravilhoso. 

Ninguém me conhece
(Bárbara Rodrix)

Ninguém me conhece.
Nem as bonecas que eu não tenho.
Nem as amigas, a família.
Nem meu caderno de desenho.
O meu coração é uma ilha.

Ninguém me conhece
O cara com quem fico às vezes
O livro que me leva ao pranto
Os dias todos, nem os meses
O meu coração é meu recanto

Quem sabe de mim? nem eu
Quem sabe de mim não nasceu
Sabe lá
Só quando chegar a hora
Alguém que não for embora 
Saberá

Ninguém me conhece
Nem o pijama, o travesseiro
Nem o diário em que eu me incluo
Não tem ninguém no mundo inteiro
O meu coração é um labirinto

Quem sabe de mim, não sabe
Que eu tenho meus segredos
Guardados a sete chaves
E eu não vou contar tão cedo

Quem sabe de mim? nem eu
Quem sabe de mim não nasceu
Sabe lá
Só quando chegar a hora
Alguém que não for embora 
Saberá

Só quando chegar a hora
Alguém que não for embora 
Saberá

                                   https://soundcloud.com/barbara-rodrix/08-ningue-m-me-conhece

Mais Barbara Rodrix

sábado, 13 de dezembro de 2014

Um potão de paciência, como faz pra arranjar, por favor por favor?! ~respira, respira~ Falta pouco, falta pouco... Basta se lembrar!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Pato Fu em São Luís! Sonho!

Pato Fu, MDB, Praça Maria Aragão - São Luís- 15/11/2014

Fernanda Takai
Soletrando (meu nome) com Lulu Camargo!
Novembro foi um mês diferente. Trouxe pra mim a realização de um sonho que começou lá na minha infância, aos 7 anos em 2001, quando ouvi pela primeira vez a voz da Fernanda Takai na novela "Um anjo caiu do céu". Daí pra frente virei fã, ou melhor, uma patofã. Sendo assim, na medida que as possibilidades que uma criança de 7, 8 anos fui buscando conhecer mais a banda e me encantar ainda mais pelo mundo da música. 

Fernanda sendo linda e autografando TODOS os meus cds, dvds e livro
John Ulhoaaaaaaa, fera, gênio!


Não foi à toa que foi do Pato Fu o primeiro cd que comprei na vida, o que torna a banda ainda mais importante e especial. Agora, com 22 anos de carreira e 13 anos de espera meus, eis que o Pato Fu pisa em solo maranhense pela primeira vez (e que seja a primeira de muitas e o John me disse que ano que vem tão aí de novo, assim espero!). 





Glauco cheio de trecos, mas muito simpático com um baita sorrisão!
O show foi simplesmente maravilhoso! Exatamente do jeito que havia só que melhor, porque foi real, estava acontecendo. Além do show ter sido incrível tive a oportunidade de falar com  a Takai, com o John, o Lulu, o Ricardo, o Thiago e ainda ter dado um "bem-vindo ao Pato Fu" bem sonoro ao Glauco, que riu e agradeceu. Foi um momento único, especial que será eternamente guardado na eternidade da minha memória. 


Ricardo e seus toddynhos
Lulu gente fina!
Thiago Braga, melhor risada! Ps.; peguei no cabelo dele hahaha