sábado, 25 de outubro de 2014

:)


Coisas que parecem bobas e até que são, mas nos deixam radiantes e com um baita sorrisão!


sábado, 11 de outubro de 2014

Ah, a vida!

A vida sabe ser estranha e nos frustrar em momentos mais felizes. O que me faz pensar se vale a pena viver tão intensamente cada coisa ou se torcer por algo que não é para acontecer é de fato necessário. Mas com saber isso? 

Querer muito que algo, que é importante para alguém, aconteça e se frustrar porque não era o momento ou por quer que seja a razão para não acontecer e ficar se sentindo mal por ter criado tamanha expectativa e pela pessoa que deve estar se sentindo muito triste e ficar mais triste por saber que a pessoa está triste é tão ruim. Faz pensar. Faz não querer pensar. Faz não querer querer mais. 

Contudo queria poder abraçá-lo e dizer que vai ficar tudo bem. Que às vezes um sonho precisa ser adiado, mas que jamais se deve deixar de acreditar neles. Tais palavras talvez o confortariam e também me fariam acreditar nisso. 

Deixar de viver não resolveria as frustrações. Já tentar reorganizar a vida faz caminhar, faz seguir em frente, buscar novamente os sonhos adiados e a felicidade. Afinal, é essencial que se "seja leve ao escutar o não, quem sabe outro dia. Nunca sempre se tem a razão, é a lei da vida".

domingo, 5 de outubro de 2014

Siga esse som

Se alguém procurar pelas postagens mais antigas vai encontrar algum post em que eu dizia que não falaria dele aqui no Siga esse som. Entretanto, tal atitude tornou-se inevitável. Isso desde que ele passou a ocupar meus dias que sua voz e canções deliciosamente agradáveis. Além de muito me confortar e me aconselhar com suas palavras aconchegantes seja em português ou inglês. Quem é ele? Tiago Iorc! Então, no mês em que celebro a minha vida nada mais justo do que tê-lo como representante. Indicando e mostrando ser mais um amigo musical para sempre. 

"Um dia após o outro"
Tiago Iorc

Pra começar
Cada coisa em seu lugar
E nada como um dia após o outro

Por que apressar?
Se nem sabe onde chegar
Correr em vão se o caminho é longo

Quem se soltar, da vida vai gostar
E a vida vai gostar de volta em dobro

E se tropeçar
Do chão não vai passar
Quem sete vezes cai levanta oito

Quem julga saber
E esquece de aprender
Coitado de quem se interessa pouco

E quando chorar
Tristeza pra lavar
Num ombro cai metade do sufoco

O novo virá
Pra re-harmonizar
A terra, o ar, água e o fogo

E sem se queixar
As peças vão voltar
Pra mesma caixa no final do jogo

Pode esperar
O tempo nos dirá
Que nada como um dia após o outro

O tempo dirá
O tempo é que dirá
E nada como um dia apos o outro.

OBS.: Marquei quase que a música inteira, porque ela é de fato muito especial. Tiago sendo fofo e gentil ao escrever palavras tão coerentes. 

Mais Tiago Iorc