terça-feira, 16 de setembro de 2014

Siga esse som...

Amor pouco é bobagem. Difícil ter poucos amores musicais diante da imensidão de talentos que nos rondam. Meu mais não tão novo amor musical se chama Pedro Morais. Um carinha lá de Minas que canta muito, compõe muito e me encanta muito. E já vai cantando aqui no Siga esse som de setembro. Afinal, "Pedro vai..." 


"Pedro Vai..."
Pedro Morais

Pedro vai sobre a linha do trem

Deixa para trás a cidadezinha
As sinhas e tudo mais
Parece que foi ontem que disse adeus
É certo que aqueles sonhos não eram seus
E lá está doce paisagem a se afastar
Enquanto pedro vai...
Caçando bichos em nuvens

Disse maínha:

Prudência na capital!
Pede a santinha que acode a quem crê
Todo trabalho é cura de tanto mal
Mas deus ajuda quem faz da labuta o querer

E agora já faz um ano

E pedro aprende a não esquecer
E tudo que a vida prometeu
Ainda caminha a prometer

Mas ele sabe que a vida é pouca

Mas ele sabe que a sede é tanta
O sonho não se adianta
E o tempo insiste em correr
Enquanto pedro vai...
Pedro vai...
Sobre a linha do trem...

Mais Pedro Morais:

sábado, 13 de setembro de 2014

Vida, aquela caixinha de surpresas!

Blog mega abandonado por motivos de mudança na vida. 
Eu poderia passar horas falando do quão maravilhosos estão sendo os meus últimos, pelo menos, 20 dias que mesmo assim não seriam suficientes para definir o quão linda a vida se tornou.
Ir desde o meu nervosíssimo, para não dizer medo, pós resultado do concurso do estágio até a ansiedade por querer começar, por querer saber se seria boa o suficiente para desenvolver as atividades lá, por querer conhecer os colegas de trabalho, por querer saber quem eram, quantos e se seriam pessoas legais. 
No dia em que ia, finalmente, começar e conhecer todo mundo estava tão nervosa, tão ansiosa como nunca imaginei que ficaria. Contudo, entrar na sala de nome "Engenharia" e encontrar tantos rostinhos curiosos, sorrindo para mim e dizendo "oi!" trouxe uma tranquilidade infinita, fez com que eu me sentisse em casa.
Desde então tem sido assim, uma alegria contagiante de 19 pessoas que fazem das minhas manhãs de trabalho puro amor. Sorrisos abraços que me mostraram o tanto que eu, de fato, amo a minha profissão. Em tão poucos dias de convivência já tenho muitas boas histórias para contar e guardar na memória e no coração. Lembranças incríveis que vão me enriquecer profundamente tanto no quesito profissional quanto no pessoal. 
Acho que eu só tenho a agradecer por ter sido tão bem acolhida em meio aos tantos engenheiros civis e elétricos, arquitetos e designer. Nunca me adaptei tão rápido num lugar. Sentir que faço parte de algo tão grandioso é uma das melhores coisas que poderia ter na vida!