sábado, 29 de março de 2014

I'm not fine.

Não sei o que pensar. Não quero julgar. Acho que não é questão de certo ou errado, nem cabe aqui discutir isso. Nem quero. Estou assustada e não entendo mais nada. A sensação de estar alheia ainda vai ficar em mim por algum tempo. Quanto? Não sei. Mais do que nunca sinto que preciso sair daqui, dá um tempo pra renovar o coração. 
Contudo isso não vai acontecer agora, então vou transferir essa responsabilidade de me cuidar e me trazer paz aos meus cantores favoritos, que têm sido tão essencial na minha vida, em especial Fabio Cadore, Juca Chuquer e Paulo Novaes.

segunda-feira, 17 de março de 2014

A vida e seus momentos.

Acho que estou vivendo um dos melhores momentos da minha vida. Inclusive acho que é a primeira vez que meus sorrisos não são frutos de sonhos, são na verdade frutos de coisas reais, de quem é real e deu um jeito de aparecer na minha vida. O que posso dizer é que me sinto muito bem, mesmo não tendo minhas razões reais de sorrir por perto, contudo os sinto mais perto do que quaisquer outras pessoas ou coisas que estejam em contato comigo o tempo todo. As letras, canções e quem as fizeram me preencheram de amor. O suficiente pra satisfazer minhas ausências e tristezas. Meu interior se faz em um grande sorriso, como se eu tivesse permanentemente emersa em calor humano, como se estivesse sendo abraçada constantemente. Espero que essa sensação permaneça por muito tempo ainda. 

sexta-feira, 14 de março de 2014

"Instante"

Não que eu seja uma fanática, mas atualmente minha vida tem sido um lindo acompanhar de surpresas musicais. Após a linda e inesperada interação com o Fabio Cadore no Twitter eis que o meu cd "Instante" chegou e com uma semana de antecedência o que é muito legal, porque normalmente as encomendas nunca chegam antes do previsto. Eu tô feliz e só acho que ele trouxe energias mega positivas aos meus dias e que assim seja. 


quinta-feira, 13 de março de 2014

Sou muito fã! hahaha

Que eu sou uma fã incondicional por música não é segredo pra ninguém. Acontece que hoje foi um dia mega lindo, pois um dos meus atuais cantores favoritos falou comigo, ou melhor, me mandou um reply no twitter (ai, gente, eu amo as redes sociais!hahaha). Aí alguém poderia dizer "ah, mas ele fez isso porque você o mencionou com o @seiládasquantas." Mas aí é que a lindeza se faz, eu não o mencionei, pelo menos não diretamente ou intencionante. Eu apenas retweetei o que Fabio Cadore twittou sobre o seu primeiro show no Rio e comentei no meu perfil com animação (porque eu sempre fico feliz quando meus cantores favoritos fazem show no Rio, pois sempre acho que abre precedentes para um dia que eu esteja lá eles façam algum show para que eu possa pegar autógrafos e tirar fotos ~ vulgo tietá-los ~) e ele viu, de alguma forma, e respondeu simplesmente assim. E mais, favoritou os meus tweets até o de lamentação por não ir aos shows do Juca Chuquer e ao dele. Quando o respondi de volta ele ainda foi fofo e educado. Estou feliz, porque ele poderia ter apenas favoritado ou ignorado, mas foi simpático o suficiente pra falar comigo (por livre e espontânea vontade, porque sem pretensão alguma que fiz o tweet. Foi apenas coisas de quem fala sozinha no twitter. Haha). Enfim, foi uma surpresa e tanto que fez eu ganhar meu dia, minha semana, minhas férias. Hahaha. Meu cd "Instante" dele deve tá chegando em alguns dias, aí a felicidade deve ficar completa. Segue abaixo os acontecido (print do twitter, haha):


Depois dessa do Cadore lembrei que não foi a primeira vez que uns dos meus cantores favoritos falavam comigo no Twitter. Em agosto do ano passado a Fernanda Takai me deu um reply e foi lindo, hahaha fiquei nas nuvens por dias e indignada por ter perdido o show do Rio por conta que voltava um dia antes pra casa. 


Em outubro do ano passado recebi um "felicidades, talissa!" dela bem no dia do meu aniversário. hahaha. 


Ah, outro dia no Facebook o Juca Chuquer curtiu um comentário que fiz na página dele (hahaha, sou muito fã véia besta mesmo).

Enfim, essas interações artistas/fãs com simpatia e alegria que nos fazem acreditar nas pessoas, em dias melhores e nos botam um baita sorriso no rosto por dias. 

terça-feira, 11 de março de 2014

Trilha sonora nas férias.

Daqui a pouco as minhas férias estão terminando e o que eu fiz até agora pra contar de interessante? Bem, as minhas tentativas de viajar fracassaram miseravelmente, minhas "badalações" com os amigos idem. Ou seja, poderia dizer que fiquei em casa fazendo PN, maaaaaaaaas já diria Dani Black "a vida é cheia dessas coisas que não se pode entender, tem tanta coisa nessa vida que não se deve entender". Desta forma já fica mais ou menos evidente do que se fez meus dias em casa de meados de janeiro até hoje (ou até 17 de março pela manhã, como melhor preferir). Não, Talissa, não ficou evidente. Tá bom, tá bom, vou explicar. Eu apenas passei meus dias ouvindo, descobrindo, me encantando e me apaixonando pelos trabalhos canto/autorais de uma galera maravilhosa. O que é caracterizado pela premissa de que bons cantores indicam outros bons cantores, e olha isso é absurdamente verdadeiro como nunca pude acreditar. Contudo tudo não começa exatamente em janeiro, por isso tem a história da premissa também, enfim... Tudo começa pelo 5 a seco, que te indica logo de cara 5 trabalhos canto/autorais completamente diferentes e impressionantemente envolventes. Leo Bianchini, Pedro Altério, Vinicius Calderoni, Tó Brandileone e Pedro Viáfora me indicaram Dani Black, mas isso foi antes das minhas férias. Então, voltemos ao Pedro Viáfora, porque foi com ele que se iniciou (de forma mais incisiva) as minhas descobertas nessas férias. Certo, Pedro Viáfora um encanto de voz e canções ouvi-lo logo tornou-se um vício, ainda mais com suas músicas disponíveis para audição no Soundcloud e foi lá mesmo que cheguei ao Juca Chuquer, uma vez que uma de suas músicas sempre tocavam após as do Viáfora. Pra se apaixonar e viciar foi fácil, fácil. Mas, antes que o Juca entrasse com tudo na minha vida, o irmão dele ou melhor o Tó Brandileone (gente, que loucura! Esse pessoal é tudo parente/amigo/conhecido o que, sinceramente, é lindo e maravilhoso) me indicou o Fábio Cadore que tem uma voz avassaladoramente linda, que te deixa de queixo caído e que soa como perfeição aos ouvidos (o Fábio já apareceu por aqui, no "Siga esse som" de fevereiro) e, pro momento, foi uma das coisas mais legais que aconteceu a minha vida (sem exageros). Digo isso, porque foi a partir daí que se deu o desejo de buscar o novo, o desconhecido, o que não era convencional aos ouvidos da maioria. Enfim, sair da rotina musical que estava acostumada e daquilo que todo mundo já escuta. Foi então que Juca Chuquer aparece dizendo "Pode ser", foi ficando e indicando Paulo Novaes, um parceiro seu com um talento incrível pra compor e cantar também. Daí, aparece na minha vida Caê Rolfsen com suas "Linda"s "Flores azuis" para florear meus dias e mostrar que todo mundo é meio assim "Que nem a gente". Assim como Barbara Rodrix em uma linda parceria com a Luiza Possi escreveu "Venha" que acalma a minha alma sempre que preciso e quando não for preciso também, pois é ótima para todo instante. Certo dia ouvi um cover de "Paz inteiror", composição do Paulo Novaes muito conhecida na voz do Pedro Altério, de um jeito 'cariocamente' especial era o Marcus Pais, só lamento não ter encontrado mais coisas na voz dele uma vez que é muito boa e não devia se esconder. Há pouco tempo ouvi uma voz boa e tranquila cujo dono é Daniel Conti cantando com outra voz muito boa, a do Italo Lencker. A mesma tarde musical seguiu com a descoberta da voz do Andrei Furlan. Paralelo a estas descobertas segue os que já havia descoberto e me encantado como: Brunno Monteiro, Paulinho Thomaz, Vinicius Castro, Luiza Sales, Leo Fressato, Maíra Martins, o grupo CRIA no qual Vinicius Castro e Maíra fazem parte, o grupo Ordinarius,  David Alfredo, a Filarmônica de Pasárgada, Mariano Marovatto e todos os outros que já citei no post antes das férias. Espero não ter esquecido alguém e assim se fez as minhas férias, na base de muita música e muita alegria. Volto à faculdade com o repertório renovado e com a trilha sonora da minha vida totalmente modificada. O que é ótimo, pois eu estou mudada por algo que nos muda da forma mais prazerosa possível... a música. Só tenho a agradecer por esses lindos terem todo esse talento e, mais do que isso, por permitirem que seja compartilhando com quem quer que seja. São essas pessoas que me motivam a acreditar, que nem tudo está perdido e que tem muita coisa boa sendo feita por aí. 

sexta-feira, 7 de março de 2014

Spend more time!


"...You spend most time
Searching for the love that'll be searching for your love
You love to save your love for love
Spend more time loving..."

Esse trecho faz parte da música "Story of a man" do Tiago Iorc. Eu acabei de prestar atenção na letra e de levar um tapa desta canção. Eu e mais da metade da população mundial que "spend most time" fazendo exatamente o que não precisariam sendo que poderiam estar fazendo exatamente o contrário. A primeira vez que ouvi essa canção foi através do Juca Chuquer (olha ele aparecendo novamente por aqui hahaha daqui a pouco vira rotina!), contudo não prestei atenção na letra e agora ela está aqui sendo linda e me mostrando que eu posso gastar meu tempo fazendo coisas melhores e simples que às vezes nem me dou conta que não faço. Vale a pena dá um bizu nessa música e no trabalho do Iorc também. 



Obs 1.: O Tiago podia aparecer no "Siga esse som", mas ele já é lindo e famoso e eu já estou com pouco mês pra tanta gente linda que tenho pra encaixar no projeto. Sem ciúmes, Iorczinho! ;**
Obs 2.: Poderia ter posto o vídeo do próprio Tiago cantando, mas como conheci a música primeiro pelo Chuquer achei mais digno e sem falar também que ele é o favorito e número 1 desse meu coração musical. 

sobre o "Siga esse som"

O projeto "Siga esse som" desse ano está apenas fazendo a minha alegria e gerando os melhores momentos de demonstração de carinho por pessoas que nem conheço pessoalmente e que nem me conhecem de jeito algum. O que verdadeiramente, ao pé da letra, não é fato uma vez que boa parte desses músicos lindos e maravilhosos que estou apresentando aqui foram fofos, simpáticos e mais uma vez lindos o suficiente para aceitarem as minhas solicitações de amizade no facebook (hahahaha, fã véia besta!). Sem falar que vem causando muitas dúvidas do tipo "OMG! Quem vou postar primeiro?" ou "OMG! Qual música escolher se são todas lindas e favoritas?" e isso tem me divertido e me ocupado bastante, ou seja, estou feliz e isso era uns dos objetivos do projeto e até mesmo do próprio blog. Vale dizer também que além disso tudo ainda está fazendo com que eu não me preocupe com o tempo passar ou melhor que queria que ele passe e chegue o próximo mês para postar e comentar sobre mais um talento. Mais felicidades e vida longa ao projeto! \o/  

Doar sangue!

Quinta-feira passada fui doar sangue para o avô da amiga da minha irmã que muito estava precisando. Doar sangue para mim é sempre um misto de ansiedade, esperança e medo. Ansiedade em poder doar algo que é tão meu e vital pra mim a outra pessoa, esperança em fazer isso e, verdadeiramente, sentir-se satisfeita por ter saúde para realizar e ser capaz disso e, por fim, medo de que alguma coisa dê errado, de não estar apta para doar ou simplesmente por conta da agulha que é de tamanho bem generoso. Essa última razão do medo é fruto apenas de eu ser humana e ter aflições bobas, por ora até falhas, diante da importância que o gesto de doar o sangue tem. Contudo, depois da triagem que você senta na cadeira, relaxa, o procedimento inicia e você (com imensa curiosidade em ver tudo) olha seu sangue saindo e aquela bolsinha se enchendo de vida não tem tamanho de agulha, não tem aflição, não tem seus problemas... Só tem o melhor sentimento de dignidade, de se sentir útil e humana. Quanto termina você apenas abre um sorriso por se sentir tão leve e tão bem que nem importa a dorzinha que fica no braço um ou dois dias, porque ela se torna uma dorzinha do bem. Enfim, queria compartilhar isso aqui para que talvez alguém se sinta incentivado e vá doar também. :)

quinta-feira, 6 de março de 2014

Alívio


Que voe para longe
Que passe adiante
A dor sentida
Para nunca mais voltar

Vamos reviver o que já se viveu
Na solidão estonteante
Uma felicidade finita
Caminhos distantes do sol de gentileza 

Na reflexão de sorrisos
Se sentir livre
Acalmar o coração
E levitar a alma

Iluminar a incerteza do esquecimento
Saborear o instante
Recorrer ao fim
E existir.

segunda-feira, 3 de março de 2014

Siga esse som...

O "Siga esse som..." de março chega contando sobre alguém que surgiu na minha vida musical entre o final de 2013 e início de 2014. Daí alguém pode perguntar "ué, mas por que então só apareceu por aqui agora, em março?" e eu respondo: porque a vida é uma caixinha de surpresa que guardou esse mocinho de forma que tivesse destaque no momento exato para isso. Sendo bem sincera, Juca Chuquer foi um fruto da minha desatenção. Da primeira vez que o ouvi com a música "Nossa Hora" pensei "música legal, voz legal." e ficou por isso mesmo, contudo ele sempre esteve por perto (por mais louco que isso possa parecer, mas foi desse jeito mesmo) como quem esperasse tranquilamente pela sua vez, veio "bem devagar como alguém que nem parece estar lá", sem pressa, super suave e assim foi invadindo a minha vida. Certo dia, ouvi a música "Pode Ser" e foi como se algo despertasse em mim, um encantamento por uma voz linda, por músicas lindas e pelo próprio Juca que é um lindo também (muita sinceridade num post só!hehe). Acho que a partir da música dele ganhei um amigo musical que vem ocupando meu dia a dia de um jeito muito especial, pois para onde vou ou estou o ouvindo ou cantarolando suas músicas (pondo fim a um vazio que tanto me consumia). Bom citar também que as músicas do Juca se tornam admiráveis pela simplicidade em falar de sentimentos e sobre o que nos toca de verdade. Além dele interpretar de forma bem clara e sutil dando pra compreender de imediato o que quer dizer. Por isso, segue a música que me despertou para o talentosíssimo e engenheiro (3bjs pros meus professores da elétrica que diziam que engenharia não combinava com arte. ;***) Juca Chuquer e aproveito também para agradecer imensamente pelo seu trabalho, para desejar todo sucesso e para dizer que estou na torcida por um show aqui (tais palavras são para caso, um dia, ele leia isso. haha).  


Pode Ser
Juca Chuquer

Faz cara de quem quer demais, 
Mas nem por isso vai ficar 
Vem bem devagar como alguém que nem parece estar lá

Faz de quem não faz 
Me faz querer mais 
Me mostra o teu calor de maneira sincera 
E se for pra mentir 
Faça-me o favor de ir embora ou fica um pouco mais,
Mas me mostra por que

Pode ser que eu não te mereça
Pode ser que seja só paixão e pouco amor,
Mas eu sei que você me deixa tanta incerteza
 Faz de mim querer saber

Tem jeito de quem quer falar 
Mas não quer se comprometer
Faz cara de quem quer sempre mais
Mas tem receio de perder 

Faz de quem não faz 
Me faz querer mais 
Me mostra o teu calor de maneira sincera
E se for pra mentir 
Faça-me o favor de ir embora ou fica um pouco mais
Mas me mostra por que

Pode ser que eu não te mereça
Pode ser que seja só paixão e pouco amor,
Mas eu sei que você me deixa tanta incerteza
 Faz de mim querer saber. 



Vale lembrar que esta composição foi feita em parceria com o talentoso Paulo Novaes que também vai aparecer por aqui.

Mais Juca Chuquer:
Youtube: https://www.youtube.com/user/JucaChuquer