terça-feira, 24 de agosto de 2010

VASCO 112 ANOS DE HISTÓRIA E VITÓRIA! /+/


No dia 21 de agosto de 1898, às 14h:30 surge o GIGANTE DA COLINA, o espetacular Clube de Regatas Vasco da Gama [CRVG]. E em homenagem ao meu time de coração:


VASCO 112 ANOS DE HISTÓRIA E VITÓRIA.


“Vamos todos cantar de coração”, porque o que temos no peito clama o teu nome, é amor que invade e toma conta de todo o meu ser.
“A Cruz de Malta é o meu pendão”, porque é o tema, o lema, a razão e a emoção. Bandeira igual não existe.
“Tens o nome do heroico português”, porque o mundo é feito de reconhecimento e nós te reconhecemos como o melhor time do mundo.
“Vasco da Gama a tua fama assim se fez”, porque você mostrou que veio para fazer história e conquistou seu lugar no coração dos torcedores.
“Tua imensa torcida é bem feliz”, porque temos orgulho de torcer por você e motivos mais que suficientes para sermos felizes.
“Norte-sul, norte-sul deste país”, porque tua glória alcança qualquer pessoa em qualquer canto do Brasil e do mundo também.
“Tua estrela na terra a brilhar, ilumina o mar”, porque você tem uma luz que chega a todos e espalha alegria nos nossos corações e nas nossas almas.
“No atletismo és um braço”, porque és forte.
“No remo és imortal”, porque és imbatível.
“No futebol és um traço de união Brasil-Portugal.”, porque a sua história mostra o que és de verdade e 112 anos não é para qualquer um. E que as glórias alcançadas se multipliquem 112 milhões de vezes.

VASCO É O VERDADEIRO TIME DA VIRADA! AMO O VASCO!


Atualmente falar do Vasco e não citar FERNANDO PRASS E PC GUSMÃO, não tá com nada, né? kk.... Então, essa homenagem também é para eles, os heróis. Fernando Prass pelas defesas milagrosas e por merecer, de verdade, usar a camisa 112 no jogo do dia 22 de agosto contra o Fluminense e o PC Gusmão pelo maravilhoso trabalho de treinamento realizado com a equipe que só cresceu desde a sua chegada ao time. E é claro, que os outros jogadores também estão de parabéns, pois sem eles todo esse sucesso não seria possível (Carlos Alberto, Felipe, Fágner, Jonathan, Éder Luís, Nilton, Fernando, Zé Roberto, Irrazábel, Max e grande elenco).

Parabéns Vasco, Parabéns Nação Vascaína!

Queremos Segurança, queremos segurança!!! IFMA


Ontem, dia 23 de agosto de 2010, depois de vários alunos serem assaltados ao ponto de um ser quase morto ( na última sexta-feira um aluno da Instituição foi perseguido por assaltantes que fizeram vários disparos contra o mesmo que saiu ileso, um dos bandidos foi ferido por um policial apaisana) nós, os alunos do IFMA- MONTE CASTELO, fizemos uma manifestação.

Sim, um protesto, uma paralisação onde nenhum aluno entrou nas salas de aula. Fomos para o pátio do Campus e lá foi passado um abaixo-assinado com a finalidade de mostrar para a escola e para o poder público que a situação é caótica e inadmissível, e que não iremos ficar esperando alguém morrer para que algo possa ser pensado em ser feito (detalhe, que ainda por cima é capaz de nada ser feito caso isso aconteça!).

Após uma caminhada dentro do IFMA com pedidos de segurança e apitos, fomos para a avenida da escola. Por lá, fechamos o trânsito nos dois sentido da avenida Getúlio Vargas. Seguimos em direção a rua Genésio Rego, cujo fato da sexta-feria ocorreu, e encerramos a manifestação fora da escola.

Já no pátio, contamos com o apoio do professor Jorge Leão que nos deu parabéns pela iniciativa e foi proposto pelo Francisco Serejo, um dos alunos que estavam a frente do movimento, uma reunião dos diretores do IFMA com a Secretaria de Segurança onde haveria a participação dos estudantes.

Além da entrega do abaixo-assinado ao Reitor Zé Costa, que foi marcado para a terça feira quando o reitor se fará presente para atender os alunos segundo João Carlos do DAE. Assim, encerrou a nossa primeira manifestação que abrirá portas para futuras reivindicações, pois não podemos deixar nossos direitos passarem em branco.


Agradecemos a presença de todos, incluindo os professores que aderiram e a impresa que divulgou o movimento.

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Natureza das Coisas

Não sei se vale a pena pensar assim ou se vai parecer muito estranho uma menina da minha idade falando isso, mas tudo bem.

Acontece que nem sempre se tem noção de onde, nem o porquê das coisas serem como são. E será que aquela história “do jeito que tá não pode mudar” é realmente uma verdade imutável, ou será que podemos dar destinos diferentes, mudar o caminho ou a natureza das coisas?

Será que fazer tudo dentro dos “conformes”, do jeito que alguém, não sei quem disse que deveria ser e todo mundo começou a fazer, vale a pena, ou melhor faz sentido?

Aí, levanta-se outra questão. O que faz sentido nessa vida? Eu queria ter uma boa resposta para isso. Ao que me parece (ou pelo menos o que eu julgo entender) as pessoas perderam completamente a noção de princípios. E isso vem desde “furar” na fila do almoço da escola até premeditar o crime mais cruel. O que por mais distintos e sem conexão que possam parecer tem muitas semelhanças, pois o sentimento de impunidade paira no ar, sem arrependimentos ou culpa, como se não fizesse a menor diferença.

Eu posso estar parecendo louca em tentar colocá-los em balanças e igualar seus pesos. Mas quando o assunto é princípios, não é bem assim que a banda toca .Afinal, é pequeno que se faz os grandes e isso cabe em qualquer situação.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

De repente... a Matemática

Foi na época da minha tão amada 7ª série, que descobri uma paixão maior que tudo até então.

Diferente dos meus colegas, não tinha muitos problemas com ela, mas também não era algo que emocionava . Notas boas, tudo indo muito bem com a soma, a subtração, a multiplicação e a divisão. Até que fui apresentada aos produtos notáveis, foi incrível, algo apaixonante.

A forma de se solucionar e as diversas situações que eram criadas em volta me fascinavam, despertava a minha curiosidade e crescia uma vontade incessante de resolver mais e mais. Então, fui entrando em um mundo onde os números reinavam. E os conteúdos avançavam e eu conhecendo as equações do 1º grau, as fatorações algébricas, e de repente, eis que conheço os sistemas do 1º grau, a admiração cresceu e tornou-se um lindo sentimento.

O que mais me encantava (e encanta até hoje) são as várias formas de se resolver uma questão. Um sistema, por exemplo, pode ser resolvido através de três métodos lindíssimos.
Não existe maior satisfação do que ver uma questão que aparentava ser impossível de resolver e, de uma forma surpreendente, ela se desenvolve e transforma-se em algo simples. Realmente a matemática é espetacular.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Mundinho Musical Perfeito.


Os pais odeiam e os filhos amam. Para os pais um terror, já os filhos não vivem sem. Estou falando dos mp3, mp4 e mpetc.

Eu estou incluída nisso. Afinal, também tenho meu “mundinho musical perfeito”. Onde passo parte do meu tempo seja estudando, assistindo televisão, lendo, comendo, enfim.

Os fones de ouvido estão presentes em qualquer lugar. Amigos e companheiros, claro se você souber utilizá-los de maneira não prejudicial. Afinal, tudo em excesso faz, infelizmente, mal.

Existem muitos motivos para passarmos tanto tempo com eles, gostar de música é o principal e o mais óbvio de todos, mas existem coisas que vão além de um simples desejo de escutar uma música de preferência.

São situações, momentos, sentimentos, vontades, lembranças que nem sempre são compreendidas, ou compartilhadas tanto pelos pais quanto pelos amigos.

Às vezes, nos perdemos dentro das ideias, dentro da imaginação e eles estão lá acompanhando e acrescentando, coisas que as pessoas não costumam fazer. Um verdadeiro mundinho perfeito, único, onde ninguém se mete e dá palpite, mas até onde isso é saudável? E os pais, que acabam passando por vilões pelo simples fato de não saberem lidar com isso?

São questões que eu não sei responder, mas sei até que ponto eu posso e devo usar, afinal é muito bom, muito legal, mas não é a única coisa que nos deixa feliz no mundo. E não nascemos para vivermos isolados.

Obs.: Embora não pareça, mas todos nós temos um “mundinho perfeito”. O que não deve acontecer é esse mundinho se confundir com a realidade. Bom acho que essa é a resposta, deixa de ser saudável quando não se sabe distinguir uma coisa da outra.=D