quarta-feira, 25 de abril de 2018

Meus 8 anos

Cheguei aos 8, não sei como, mas cheguei. Hoje não carrego mais a mesma esperança bonita que os anos da adolescência permitiam sonhar, mas ainda tenho piscadelas de alegria e um sorriso simpático de quem no fundo ainda acredita, embora evite demonstrar. Cheguei aos 8 anos com quase 20 dias de atraso, mas cheguei. Lembrar o que foi o vácuo desde o último aniversário colabora pra não deixar de ser o que esse blog sempre foi: Minha Casa, onde posso voltar sempre e descrever o que tenho em mim. Aliviar. E o que posso reforçar e desejar é que outros aniversários venham e que eu esteja por aqui, da forma que for. Obrigada, Talissa de 8 anos atrás, Talissa dos 16, por ter criado um espaço, um cantinho, um refúgio, um lar seguro pra Talissa dos 24. Feliz, 8 anos. Feliz, Minha Casa. 
Sumi, mas ainda tô aqui!

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Olar

Oi, que loucura de ano, hein?!
Quando abri a página do blog pensei "hum, será que vou escrever um post encerrando o blog?" Eu mesma não sei se farei isso, pelo menos não agora. Não prometo voltar, mas também não garanto ir embora. A boa é que sigo levemente otimista, apesar de continuar na vibe de pensar em deveras alternativas e possibilidades de um mesmo assunto. Acho que me tornei uma pessoa que não consegue não olhar por vários ângulos. E considerá-los. Enfim, sigo na luta e na espera. E com a certeza que aqui continua sendo a minha casa. 

sábado, 14 de outubro de 2017

Siga esse som

Ah, Paramore, tão minha adolescência, tão especial! Em 2017 eis que surge o "After Laughter", álbum que não poderia ter surgindo em momento mais oportuno na minha vida e que, por isso, vem carinhosamente fazer parte do Siga esse som de outubro. E vem, por meio de uma das minhas favoritas do disco, dizer pra não deixarmos a esperança ir embora, por ninguém. E assim será!

26
(Paramore)

Man, you really know how to get someone down
Everything was fine, until you came around
And I've been chasing after dreamers in the clouds
After all wasn't I the one who said
To keep your feet on the ground?
Man, you really brought me back down

Hold onto hope if you got it
Don't let it go for nobody
And they say that dreaming is free
But I wouldn't care what it cost me

You got me tied up, but I stay close to the window
And I talk to myself about the places that I used to go
I'm hoping someday maybe I'll just float away
And I'll forget every cynical thing you said
When you gonna hear me out?
Man, you really bring me down

Hold onto hope if you got it
Don't let it go for nobody
And they say that dreaming is free
But I wouldn't care what it cost me

Reality will break your heart
Survival will not be the hardest part
It's keeping all your hopes alive
When all the rest of you has died
So let it break your heart

And hold onto hope if you got it
Don't let it go for nobody

Hold onto hope if you got it
Don't let it go for nobody
And they say that dreaming is free
But I wouldn't care what it cost me

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Outubro

Chegou outubro.
Outubriou meu ser. 
E veio a esperança que carrega o nascer.

A motivação de outubro.
O cheiro de vida.
Os olhos cheios de sorrisos.

Chegou outubro.
Outubriei-me.
E trouxe em si os mais belos sentimentos.

Chegou o tempo de paz.
Que só outubro traz.
Chegou e marcou.
Na leveza que só outubro tem.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

domingo, 20 de agosto de 2017

Eu

Somente espero

encontrar

você

Eu 

somente sinto

e

mantenho em mim

a certeza de que

um dia

teremos em nossas vidas

a poesia
 do 
amar